Como calcular folha de pagamento na área de departamento pessoal

Como calcular folha de pagamento
por

Se você ainda nãos sabe como calcular folha de pagamento na área de departamento pessoal, não tem problemas. Vamos explicar através desse artigo o passo a passo necessário para realizar essa atividade.

Agora, você saberá como calcular os holerites, com vencimentos, impostos e contribuições. Continue lendo e saiba:

  1. Vencimentos

São os elementos que somam a remuneração bruta, o valor que servirá de base para os descontos que veremos a frente.

Salários horista e mensalista

O salário do funcionário, segundo colocado na carteira de trabalho, é registrado em valor por hora ou mês. Esse número servirá de base de cálculo para os demais fatores, para ser também o ponto de partida do contracheque.

Salário-família

O salário-família não é direito de todo trabalhador, afinal de contas, nem todos são casados ou tem filhos. Para ter acesso a ele, é preciso se enquadrar nos seguintes critérios:

  • Possuir pelo menos um dependente legal, sendo que ele já dá direito a uma quota de recebimento;
  • Ter renda de até R$ 859,88, em que as quotas são de R$ 44,09, ou ter renda entre R$ 859,89 e R$ 1.292,43, em que as quotas são de R$ 31,07.

Descanso semanal remunerado

É preciso saber os direitos dos trabalhadores para entender como calcular folha de pagamento.

É direito de quase todos os trabalhadores o descanso semanal remunerado que conta com os domingos e feriados.

Esse valor já consta na remuneração total registrada em carteira dos mensalistas. Enquanto para os horistas ele é definido em um cálculo separado, com os seguintes passos:

  • Contar o número de domingos e feriados do mês;
  • Multiplicar o número desses dias por 7,33 horas;
  • E multiplicar o resultado acima pelo valor pago a cada hora do empregado.

 

Adicional noturno

O espaço de tempo entre 22 e 5 horas é classificado como expediente noturno.

Assim, o funcionário com horário de trabalho nesse período recebe mais 20% cada hora trabalhada. Esse aumento se chama adicional noturno.

Vale ressaltar que as horas noturnas de trabalho legalmente duram apenas 52 minutos e 30 segundos. Sendo assim, o período conta com sete horas, mas registra oito de atuação.

Horas extras

Geralmente, as horas extras dão para o trabalhador cerca de 50% sobre o valor de sua hora para cada uma feita adicionalmente. Em domingos e feriados, os dias de descanso remunerado, a adição sobe para 100%.

Nesse quesito, a hora extra de um funcionário horista é mais simples de calcular, já que se seu salário for de R$ 10 por hora, basta adicionar mais R$ 5 a cada hora extra.

Mas e uma mensalista? Se ele trabalha fora de seu expediente padrão, é preciso reverter a remuneração em horas para fazer essa conta.

Por exemplo:

Suponhamos que o trabalhador recebe R$ 2.500 mensais:

  • R$ 2.500 ÷ 220 (horas mensais) = R$ 11,36 por hora;
  • R$ 11,36 + 50% (em dias comuns fora do expediente) = R$ 17,04 por hora extra;
  • R$ 11,36 + 100% (em dias de descanso remunerado) = R$ 22,72 por hora adicional.

Folha de Pagamento dos Funcionários

Principais benefícios

  • Vale-transporte

O auxílio ao transporte é obrigatório se o empregado manifesta que tem essa necessidade por meio de uma declaração feita no ato da contratação.

Com relação ao cálculo da folha, o contratante pode descontar até 6% de toda a remuneração bruta em contracheque para lhe os vales ou passagens.

  • Vale-refeição

Muito comum entre as empresas. Se for esse o caso, o desconto é no máximo 20% em relação ao valor dado como benefício.

Conclusão

Aprendeu como calcular folha de pagamento? Esperamos que sim. Faça testes bolando folhas de pagamento de funcionários fictícios para experimentar fazer isso, e ver como está se saindo. Isso lhe ajudar a memorizar todo o processo.

Que tal também entender mais sobre o processo de como gerenciar melhor a equipe.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chame no WhatsApp